“O mundo é feito de diferenças. É essa a sua riqueza!”


Deficiência Auditiva


DEFICIÊNCIA AUDITIVA é a perda total (surdez) ou parcial da capacidade de ouvir.

.

Tipos:

  • Condutiva: decorre de uma interferência na transmissão do som desde o conduto auditivo externo até a orelha interna. A grande maioria das deficiências auditivas condutivas pode ser corrigida através de tratamento clínico ou cirúrgico.
  • Neurossensorial: decorre da impossibilidade de receção do som por lesão das células ciliadas da orelha interna ou do nervo auditivo. Este tipo de deficiência auditiva é irreversível.
  • Mista: decorre de alterações nos mecanismos de processamento da informação sonora no tronco cerebral (Sistema Nervoso Central).

(Organização Mundial de Saúde, 2011)

.

Causas da deficiência auditiva:

  • Fatores congénitos;
  • Fatores ambientais; lesões; degenerações do mecanismo auditivo;

.

Graus

  • Ligeiro

20 a 30 dB

  • Moderado ou médio

40 a 69 dB

  • Severo

70 a 99 dB

  • Profundo

Superior a 100 dB

.

Detectar sinais de alerta:

  • Comportamentais: adormece; perguiçoso; tenso; entre outos…
  • Linguagem oral e escrita:dificuldade em aprender conceitos abstratos; dificuldade na soletração; Incorreções na formação de frases; produções curtas e simples; entre outras… (Horton, 2000)

.

Saber mais:

A Reconfiguração Política da Educação de Surdos – Maria do Céu Gomes. Disponível em:

http://revistas.ua.pt/index.php/ID/article/viewArticle/916

Diferença, Surdez e Educação – Hermínio Santos. Disponível em: http://artificios.ufpa.br/Artigos/D%20Herminio%205.pdf

O Surdo: Meios de Comunicação – Giuliele Oliveira. Disponível em: www.unimep.br/phpg/mostraacademica/trab/trabpdf/4/121.pdf

Qual é a melhor forma de educar crianças surdas: na escola regular ou na especializada?


Deficiência Visual


DEFICIÊNCIA VISUAL “é a perda ou redução de capacidade visual, em ambos os olhos e em caráter definitivo, que não possa ser melhorada ou corrigida com o uso de lentes, tratamento clínico ou cirúrgico.” (Campos, Souza & Prado, 2011).

.

Tipos:

  • Ambliopia ou baixa visão: é a reduzida capacidade visual e pode ser orgânica (com lesão do globo ocular ou das vias ópticas) ou funcional (sem danos orgânicos).
  • Cegueira: é a incapacidade de ver.” Ausência de potencial visual embora por vezes, possa ter uma percepção da luminosidade

(Organização Mundial de Saúde, 2011)

.

Causas da deficiência visual:

  • Congénitas

Ex: má formação ocular, glaucoma congénito; catarata congénita; albinismo.

  • Adquiridas

Ex: traumas oculares, catarata, glaucoma, alterações retinianas relacionadas à hipertensão arterial ou diabetes.

.

Detetar sinais de alerta:

  • Olhos vermelhos, inflamados ou lacrimejantes;
  • Pálpebras inchadas ou com pus nas pestanas;
  • Esfregar os olhos com frequência;
  • Fechar ou tapar um dos olhos, sacode a cabeça ou estende-a para a frente;
  • Segura os objectos muito perto dos olhos;
  • Inclina a cabeça para a frente ou para trás, pisca ou semicerra os olhos para ver os objectos que estão longe ou perto;

(Comunidades Deficientes, 2011)

.

Saber mais:

A inclusão da pessoa com deficiência visual na escola: Contribuições da Educação à Distância – Carolina Machado. Disponível em: http://sm.claretiano.edu.br/upload/4/revistas/sumario/pdf/22.pdf

A importância da afetividade na inclusão de alunos com deficiência visual na educação infantil. – Mariana Santos. Disponível em: http://bdm.bce.unb.br/bitstream/10483/2369/1/2011_MarianaLopesdosSantos.pdf

“A Gente Tenta Mostrar e o Povo não vê”: Análise da Participação de Pessoas com Cegueira Congênita nos Diferentes Ciclos da Vida – Carolina Castilho / Daniela Gontijo / Heliana Alves / Alessandra Souza. Disponível em:

http://www.cadernosdeterapiaocupacional.ufscar.br/index.php/cadernos/article/view/461/326

Escola para Cegos


Qual a tua votação?


Setembro 2016
M T W T F S S
« Feb    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  
%d bloggers like this: